está aqui: home > cavalos > garrano

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]
Adionar a página aos Favoritos 

Garrano

Pequeno cavalo

Garrano
origem:Portugal
data de origem:Paleolitico
nome científico:Equus caballus
família:Equidae (Equídeos)
altura:125 para 142 cm
peso:150 para 200 kg
Temperamento: Moderadoconservação da espécie: ameaçadaSela/PasseioAgricultura/RanchoCorrida Plana
Adicionar aos meus items favoritosÉ um perito nesta raça?envie esta página a um amigoadicione um comentárioadicione um link
Adicione esta raça aos seus tópicos favoritos
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
É um perito nesta raça?
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
envie esta raça a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 

História [ editar ]

O Garrano é a raça de cavalos portuguesa mais antiga, estando presente no Norte de Portugal desde tempos pré-históricos. Pode inclusivamente ser encontrado em pinturas rupestres um cavalo muito semelhante ao Garrano, o que nos leva a pensar que de que este pónei sofreu poucas alterações ao longo do tempo.

Os Celtas, um povo do Norte da Europa, deixaram algumas marcas no Norte de Portugal. Traziam com eles um pequeno cavalo muito parecido com o nosso Garrano. Hoje, o Garrano é considerado um cavalo de Tronco Celta  (Equus caballus celticus), ao qual pertencem também:  Asturcón (Astúrias) , Pottock (País Basco), Pura Raça Galega (Galiza), Exmoor, Dartmoor, Higland, Connemara e Shetland (Reino Unido).

O nosso primeiro rei (D. Afonso Henriques) e o seu exército se deslocasse em cavalos garranos. Que outra raça de cavalos existia no Norte de Portugal?

Em tempos podia ser encontrado por todo o país, actualmente encontra-se no seu solar de dispersão: Minho eTrás-os-Montes. Devido ao baixo número de exemplares, o Garrano é considerado uma espécie ameaçada de extinção. Pode ser observado em estado semi-selvagem no Parque Nacional da Peneda Gerês, Serra da Cabreira, Serra Amarela, Sta. Isabel (Teraas de Bouro), Outeiro (Viana do Castelo) e Serra de Arga (Ponte de Lima).

“Garrano” deriva de "gher", que significa "baixo” ou “pequeno" e que originou a palavra "guerran" que significa cavalo em galego.

Durante muitos anos viveu em estado semi-selvagem, sendo utilizado em trabalhos agrícolas, transporte e sela pela população do Norte.
a editar: História [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Temperamento [ editar ]

Quando se começou a ganhar consciência da necessidade de preservar estes cavalos, redescobriu-se o temperamento dócil e amistoso dos Garranos que os tornam ideias para crianças.

São de treino fácil e dão-se bem terrenos montanhosos.

Fortes e resistentes, estes cavalos suportam bem os rigores do tempo transmontano.
a editar: Temperamento [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Descrição [ editar ]

O Garrano é considerado um pónei devido à baixa estatura, mede no máximo 135 cm.

De aspecto rústico, o Garrano é um autóctone Peninsular, mas sofreu alguns cruzamentos.

Os cavalos árabes não tiveram grande influência no Garrano.

A pelagem é castanha normalmente sem malhas.
a editar: Descrição [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Utilidade [ editar ]

Durante muito tempo, o Garrano foi utilizado pela população na agricultura e como cavalo de transporte e sela. Chegou ainda a prestar serviços no exército.
a editar: Utilidade [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Padrão da Raça Garrana [ editar ]

Denominação original

Tieldões

Tipo

Hipermétrico (peso cerca de 290 kg) e mediolíneo.

Altura

Medida ao garrote, com hipómetro, nos animais adultos (3 anos para as fêmeas e 4 anos para os machos). O máximo permitido 1,35 m.

Em média:

  • Fêmeas         1,28 m
  • Machos         1,30 m

Pelagem

Castanha comum, podendo tender para o escuro. Quase sempre sem sinais. Topete farto. Crinas pretas, tombando para ambos os lados. Cauda também preta.

Temperamento

Nobre, sóbrio, dócil, com muita vivacidade. É um cavalo de fundo, fácil de ensinar e resistente.

Andamentos

Geralmente fáceis, rápidos, de pequena amplitude mas altos. Nos caminhos de montanha são firmes, a subir e a desce, e cuidadosos com pedras e obstáculos das estradas acidentadas.

Tendência natural para a Andadura (molliter incedere) * e Passo Travado (numeratim)**

* O cavalo executa balanceando-se e adiantando ao mesmo tempo os dois membros do mesmo lado, e neste passo metendo tanto a perna, que o pé se adianta sob a pegada da mão, sendo simultâneas as pancadas de cada bípede lateral. É o molliter incedere , andar suavemente.

** Cavalo executa levantando e apoiando separadamente cada membro, de modo que as pancadas de cada um se ouvem todas separadamente. É o numeratim dos romanos: um, dois, três, quatro, não como no passo no qual os apoios são dois a dois.

Aptidão

Sela e transporte de carga, com especial predisposição para tiro ligeiro (Atrelagem) e percursos de montanha e equitação.

Cabeça

Perfil recto, por vezes côncava sendo esta última característica apanágio da sua pureza étnica. Cabeça fina mas vigorosa. O crânio insere-se sempre na face com grande inclinação, de forma que a parte superior da fronte é convexa de perfil; a crista occipital é pouco saliente em relação aos côndilos. Órbitas salientes sobre a fronte, transversalmente plana. Os olhos são redondos e expressivos. Narinas largas. Orelhas médias. Os dentes são característicos. As ganachas são fortes e musculosas.
Pescoço

Bem dirigido e musculoso, mas curto e grosso, especialmente nos garanhões.

Garrote

Baixo, mas destacado, com transição suave entre o pescoço e o dorso.

Peitoral

De amplitude média e musculoso.

Costado

De costelas chatas e verticais, inseridas obliquamente na coluna vertebral proporcionando um flanco harmonioso.

Garupa

Forte, arredondada e larga, tendente para o horizontal, de comprimento e largura de dimensões idênticas.

Espádua

Vertical e curta.

Dorso

Bem dirigido, tendendo para o horizontal.

Rim

Musculoso, um pouco convexo, bem ligado ao dorso e garupa.

Membros

Aprumados, curtos mas grossos. Fortes, de quartelas direitas. Cascos cilíndricos.
a editar: Padrão da Raça Garrana [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Adicionar novo bloco [ adicionar ]
adding: [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
[ É um perito nesta raça? Editar esta descrição(moderado) ]
últimos petsites
Boneca GarranoPrincesa Garrano
Garoto Garranolinda Garrano
adicione o seu animal!
fóruns para esta raça
Precisa-se de um novo moderador para o fórum desta raça. Clique aqui para se candidatar.
últimos comentários
Ainda não há comentários!adicione o seu agora
Comentários (6)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
05.01
josefilipe disse:
tem razão, se a raça garrana fosse mais falada i mais divulgada podia ser que tive-se mais amantes a esse belo animal que e o garrano.
18.11
Revistanet disse:
Uma curiosidade... D.Afonso Henriques, 1º rei de Portugal nas suas conquistas montou num garrano!
26.08
Setnof disse:
è de salientar que esta raça era ideal para o combate a cavalo contra infantaria, já que aproximava o cavaleiro do solo para combater infantaria sem sair do cavalo ou rapido desmonte... Historicamente o exercito Mongol tinha como grande arma os seu cavalos semelhantes ao garrano que funcionavam como tanques de guerra.
23.02
jooomaia disse:
a raça garrano e mais popular nas regioes montanhosas do norte, tem uma pelagem acastanhada. para mim e um cavalo gentil, mas nao dos mais elegantes
07.01
equestre disse:
Atenção quando dizemos, o cavalo, diz-se Garrano, se nos referimos à raça,diz-se Garrana.
02.11
bivar disse:
Sendo uma das raças portuguesas de cavalos pena é que não se fale e divulgue melhor este pequeno cavalo que tantos atributos apresenta. No seu meio montanhês é o melhor.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch